sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

TANTAS PERCAS E ALGUMAS LIÇÕES

Há cerca de dois atrás nessa mesma data o mundo do entretenimento chocava-se com a morte prematura de Paul Walker. Nesse ano em data igual tivemos tragédias e mortes que marcaram as vidas e nos traz diversas reflexões. A tragédia que se abateu em Chapeco é um misto de negligência e brincadeira com a vida humana. Pessoas foram embarcadas em uma aeronave com pouco combustível pelo simples fato de mesquinhes e economia. E quanto disso temos espalhados pela nossa nação. Todos dias centenas de vidas se perdem pelo mesmo motivo. Não só a mesquinhes empresarial de gestores que submetem trabalhadores a terem sua vida por um fio para usarem equipamentos e acessórios baratos. Por uns trocados a mais vale tudo não importando uma doença para o resto da vida ou a perca dela. Vimos em um único dia a dicotomia de valores quando na mesma data foi-se Russel Sheed e Fidel castro. De um lado um homem que devotou sua vida ao evangelho brasileiro e contribuiu com um impressionante legado teológico, deixando esse mundo com uma grande lição. Já Fidel parte sem deixar saudades deixando para traz um legado de mortes e perseguição onde, mas uma vez o projeto falido do comunismo mostra sua face: “ A igualdade em detrimento da miséria do outro”. O que fica aqui é a simples lição que nosso legado deve ir além de nossas vidas, que não vale a pena refletir sobre a brevidade da vida mas de pensamos: O que posso fazer para ser melhor para mim e para os outros ao lado. Fica aqui o registro e a solidariedade daqueles que choram pelo time de Chapeco. Que Deus traga consolo nessas percas.

Yndrews Filliph