quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O QUE PENSAR DEPOIS DE PARIS?

   Resultado de imagem para ataques em paris

  Noto que toda vez que existe um ataque terrorista praticado por radicais islâmicos, certos grupos saem em defesa do Islã em si e pormenoriza esses efeitos jogando culpa no cristianismo.Diferente de algumas situações na Bíblia que uma cidade ou povo foi destruído por ordem divina essa mesma ordem nunca era estendida a todos os outros povos  que não professassem a fé cristã.Outro argumento é que o cristianismo matou milhões.Esse argumento só é válido pois desde que o catolicismo virou religião oficial qualquer pessoal que nascesse naquele país logo era católico e logo era cristão, sem nunca conhecer uma única linha da Bíblia.No Islã isso é diferente.Do simplório ao doutorando todos conhece profundamente seu livro sagrado, logo nunca praticam nada sem conhecimento de sua doutrina.No alcorão existem passagens como: “Lutai contra aqueles que não acreditam em Allah nem no Último Dia [...] e que não conhecem a Religião da Verdade, dentre os quais os Povos do Livro” (Sura 9.29). E quem deixa o islamismo também é digno de morte: “mas àqueles que se tornarem renegados, persigam-nos e matem-nos onde quer que os encontrardes” (Sura 4.89). Em Sura 4.101 e 5.33 lemos: “Os incrédulos são para vós inimigos declarados”; “A punição para aqueles que lutam contra Allah e seu Mensageiro, e que lutam com poder e força para causar danos à terra é: a execução, ou a crucificação, ou a mutilação das mãos e dos pés de lados opostos, ou o exílio da terra: que a sua desgraça neste mundo e a punição severa se aplique a eles daqui por diante”.Logo nós vem alguns questionamentos:Seria o Islã uma religião de paz?Seria estes radicais apenas um grupo surgindo apenas de uma divisão?Seria mais uma religião perseguida? Enquanto damos uma de politicamente corretos não nos posicionamos em nada afinal nada aconteceu no nosso quintal ainda.Então uma pergunta nos fica seria essa uma onda de islamofobia se a religião mais perseguida e massacrada é o cristianismo? É hora de refletir se não vivemos dois pesos e duas medidas.

Yndrews Filliph